Hansenologia Internationalis ISSN 1982-5161 Submeter Artigo

Vol. 21, Nº 2 (1996)


pag: 6 - 13

ARTIGO ORIGINAL

Paucibacilar ou multibacilar? uma contribuição para os serviços de saúde

Vera Lucia Gomes de Andrade1; Tadiana Alves Moreira1; João Carlos Regazzi Avelleira2; Alfredo Boechat Marques2; Manuel Bayona3




Resumo

A principal conseqüência de uma incorreta classificação operacional refere-se aos pacientes MB quando classificados como PB. Esse trabalho tem como proposta estudara aplicabilidade das recomendações da Coordenação Nacional de Dermatologia Sanitária/Ministério da Saúde (CNDS/ MS) quanto aos procedimentos para a classificação operacional comparando primeiro os procedimentos para a classificação operacional efetuados pelo Instituto Estadual de Dermatologia Sanitária -IEDS (Centro de referência) com o recomendado pela CNDS/MS. A seguir compara-se a classificação executada pelo IEDS, padrão ouro, com dois diferentes cenários de serviços de saúde do pals e finalmente compara-se os procedimentos da CNDS/MS com os realizados pelos técnicos de saúde do Estado de São Paulo. Esta última comparação foi realizada para demonstrar o grau de aderência dos serviços de saúde do Estado de São Paulo com os procedimentos recomendados pela CNDS/MS. A discordância observada entre a classificarão do IEDS e a preconizada pela CNDS/MS é de 3,5% por conta dos casos dimorfos e indeterminados. Se o resultado da baciloscopia fosse o único critério de alocação, 20% dos MB seriam classificados e tratados como PB, e dos PB 5% seriam tratados como MB. Se o teste com Mitsudina fosse usado como critério isolado dos MB 19% seriam classificados e tratados como PB. Nos PB, 10% seriam tratados como MB. A comparação da classificação do Estado de São Paulo contra a CNDS mostrou uma concordância de 95,8%. Os resultados apontam no sentido de que as recomendações da CNDS/MS contituem-se num método de classificação de casos que prescinde de grande variedade dematerial de consumo, de equipamentos ou técnicasmais elaboradas permitindo que o profissional no nível local decida com segurança se os pacientes são MB e ou PB além de serem plenamente aplicáveis numa grande rede de serviços públicos.

Palavras Chave:
Concordância, Epidemiologia da Hansenfase, classificação operacional; Hansenfase; Poliquimioterapia/OMS; Investigação em serviço de saúde.


Abstract

The main consequence of a incorrect operacional classification refers to MB patients when they are classified as PB. This work aims to study the applicability of the warmings of the National Coordinnation of Sanitary Dermatology of de Ministry of Health (CNDS/MS) in what it is related to proceedings of de operational classification, comparing firstly to proceedings made by the National Institute of Sanitary Dermatology (IEDS) (Reference Center) as it is recommended by CNDS/MS. It follows that the classification which is done by IEDS, know as golden pattern, with two different health service of the country and at last, it compares the procedings of CNDS/MS whit those ones done by the technicians of health in the State of São Paulo. This last comparison had been done to show the adherence grade of the health services in the State of São Paulo with the proceedings which are recommended by CNDS/MS. The disagreement between the classification of the IEDS and the recommended one by CNDS/MS is 3,5% related to dimorphos and indeterminate cases. If the result of baciloscopy were the only criterion of allocation, 20% of the MB would be classified and treated as MB. If the Mitsuda test was used as isolated criterion of the 19% MB they would be classified and treated as PB. Among PB, 10% would be treated as MB. The comparison of the classification in the State de São Paulo versus CNDS has demonstrated an accordance of 95%. The results show that the recommendations of CNDS/MS are a classification method to cases that do not need a great variety of goods, ellabo rated technicques which allow to the prossional to decide trusthfullyin patients ar MB and or PB, besides being able to be applicable in a great net of public health services.

KeyWords:
Epidemiology of the Leprosy Operational Classification, Leprosy, Multidrugtherapy- / WHO, Investigation in health services.





DOWNLOAD PDF PORTUGUÊS ORIGINAL


Secretaria de Estado da Saúde Coordenadoria de Controle de Doenças Instituto Lauro de Souza Lima Fundação Paulista contra Hanseníase

Copyright© Hansenologia Internationalis 2017 Todos os Direitos ReservadosGN1